Emoções positivas

As emoções negativas tem sido estudada pela ciência. Sabe-se por exemplo, que as sensações como o medo e a raiva estão ligadas a mecanismos de sobrevivência. O medo e a raiva visam estimular ações especificas, como fugir do perigo ou atacar que nos ameaça. O medo, por exemplo, pode atuar como um freio a impulsos inconsequentes e riscos desnecessários.

E as emoções positivas servem para que? Qual função elas exercem em nossas vidas? Qual o objetivo de experimentarmos a alegria? Ou sentimentos como entusiasmo e o otimismo? E quanto ao amor? Ao carinho e o afeto? Durante algum tempo, as principais teorias sobre o tema viram as emoções positivas apenas como indicadores de bem estar e também como uma forma de equilibrar os efeitos nocivos das emoções negativas prolongadas.

Contudo uma nova pesquisa mudou essa visão. Ela fundamentou as bases da Teoria Broaden-and-Build das Emoções positivas, segundo a qual as emoções positivas não são apenas indicadores de saúde e bem estar: elas produzem saúde e bem estar. Além disso fazem parte dos mecanismos que permitem nossa sobrevivência e evolução.

Teoria Broaden-and-Build das emoções positivas foi desenvolvida pela Dra Barbara Fredckson, professora de psicologia da Universidade da Carolina do Norte. Broaden significa ampliar e Build construir, segundo a teoria as emoções positivas ampliam nossos repertórios de pensamentos e ação e constroem nossos recursos pessoais.

O efeito cumulativo da ampliação e da construção proporcionadas pelas emoções positivas possui a capacidade de transformar as pessoas para melhor, tornando-as mais:

– Saudáveis;

– Integradas socialmente;

– Abertas à compreensão e ao entendimento;

– Eficazes;

– Resilientes;

Em outras palavras essa teoria sugere que as emoções positivas deem um impulsionamento ao flourishing o florescimento humano. Segundo Dra Fredrickson, as emoções positivas não se limitam a otimizar nosso funcionamento no presente, isto é, no instante em que as experimentamos.

Seu efeito é capaz de perdurar a longo prazo. “As pessoas deveriam cultivar emoções positivas nelas mesmas e nos indivíduos a sua volta, não só como um fim em si, mas também como um meio de obter crescimento psicológico e aumento d bem estar ao longo do tempo.” Afirma Fredrickson (2000).

Grande abraço cheio de energia positiva.

Por: Márcia Guimarães

Especialista em Treinamentos de Alta Performance para Liderança e Coaching de Carreira.

Analista comportamental ADV.

@assertivaassessoria_

assertivaassessoria@gmail.com

Gostou? Comenta aqui o que Achou!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Newsletter