Medo do leite não sustentar o recém-nascido

Um dos grandes medos das mamães ao iniciarem a amamentação é que seus leites não “sustentem” seus bebês.

Inclusive, muitas mães que fazem o aleitamento materno exclusivo relatam que algumas vezes o bebê fica por muito tempo no seio e que a frequência das mamadas aumenta. É justamente nessas horas que são acometidas pelas ideias de que o “leite é fraco” e que “não sustenta”. Esse medo e insegurança acabam fazendo com que as mães, seja por falta de informação ou por pressão de sua rede de apoio, ofereçam ao bebê a mamadeira, porque desta forma garantiriam que seus filhos ficariam “satisfeitos”. Mas há explicações e razões para que os bebês fiquem mais tempo mamando e isso nada tem a ver com a “qualidade” do leite produzido pela mãe. A pega pode influenciar muito nesses casos, pois quando o bebê não pega corretamente o bico do seio ele não mama a quantidade suficiente. Além da pega, outro fator que pode influenciar nesses casos são os chamados “surtos de crescimento” que ocorrem no primeiro ano de vida. Ele se caracteriza pelo crescimento mais acelerado do bebê em um período mais curto, o que aumenta a sua demanda por leite.

POR: Regina Severino @reginaseverino_consultora

Gostou? Comenta aqui o que Achou!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Newsletter